quarta-feira, 8 de junho de 2011

SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE ESTUDO DE SINAIS EM FUNÇÃO DO PRIMEIRO GRAU.

Kelly Patrícia Andrade Silva
ISEAT/FHA

TEMA:
Estudo de sinais de uma função do 1ªgrau.

OBJETIVO: Determinar o sinal da função através da elaboração do gráfico utilizando recursos do Excel.

PÚBLICO ALVO: 1ª ano do ensino médio.

RECURSOS: Laboratório de informática com utilização do software Power point e Excel.

DESENVOLVIMENTO: O desenvolvimento da atividade será realizado com auxilio do computador, pois o mesmo e uma ferramenta atrativa para os alunos quando bem utilizada. A troca de ambiente e um fator que favorece para despertar a curiosidade na turma. Primeiramente os alunos serão organizados em duplas ou trias em cada computador da sala de informática.
O desenvolvimento será dividido em etapas:
1ª Etapa: Nesta primeira etapa tem como finalidade enfatizar o conteúdo no contexto histórico, Pois a contextualização dos conteúdos sistematizados através da história permite aos alunos refletir sobre o conteúdo em questão. Esta etapa será desenvolvida no software Power point através de uma apresentação em slide. Que servirá de como feedback do conteúdo.
2ª Etapa: Nesta segunda etapa será utilizado também o software Power point com intuito de resgata alguns conceitos apresentado anteriormente na sala de aula função crescente e decrescente.
3ª Etapa: Nesta etapa os alunos com auxílio do software Excel irão esboçar um gráfico da função do primeiro grau com intuído de observar e determinar para quais valores de x a função é positiva, nula ou negativa.
A criação do gráfico se dará através dos passos seguintes:
PASSO 1 – Abrir o programa:
A criação do gráfico se dará através dos passos seguintes:
PASSO 1 – Abrir o programa:
Clique em → Todos os programas → Microsoft Office → Excel.
PASSO 2 – Cria parâmetro da função 1ª grau:
Na célula A1 → Inserir na barra de formula ‘y=
Na célula B1 → Preencher a célula com cor diferenciada → guia ini-cio → (escolher cor desejada).
Na célula C1 → Inserir na barra de formula ‘X
Na célula D1 → Inserir na barra de formula ‘+
Na célula E1 →Preencher a célula com cor diferenciada → guia ini-cio → (escolher cor desejada).
Onde os espaços que estão em cores diferenciadas será o local onde os alunos irão colocar o valor para criação da tabela de dados.
PASSO 3 – Raiz da função:
Na célula A3 → inserir na barra de formula =-(E1/B1)
PASSO 4 – Criar tabela de dados:
Para Criar a tabela devemos primeiramente delimitar o lugar inserindo borda. Selecionar as células A5:B10 → Clique na guia ini-cio→ .
Na célula A5 → X,
Na célula B5 → Y.
Na célula A8 → =B3
Na célula A7 → =A8-5
Na célula A6 → =A7-5
Na célula A9 → =A8+5
Na célula A10 → =A9+5
Na célula B6 → = $B$1 *A6 + $E$1
Depois selecionar e a araste para copia para outras células.
PASSO 5 – Criar Gráfico tipo dispersão:
Seleciona intervalo A6:B10→guia inserir→selecione na faixa de co-mando na área de gráfico tipo dispersão.

ATIVIDADE:
Os alunos deverão verificar o que acontece quando o gráfico apresentar valores diferentes para “a”coeficiente de inclinação. Durante este processo os alunos irão anotar em uma folha aparte de forma intuitiva e elabora posteriormente relações com os dados encontrados.
1º Questão : Quanto o coeficiente angular for menor que zero o que acontece com o gráfico? O que você observou com o valor da imagem?
2° Questão : Quanto o coeficiente angular for maior que zero o que acontece com o gráfico? O que você observou com o valor da imagem?

AVALIAÇÃO: Será feita por meio da observação das reações, argumentações, conjecturas que possam ocorrer durante a realização da atividade.

CONSIDERAÇÕES FINAIS:
Segundo o PCN (1998) softwares educacionais assim como ferra-mentas tecnológicas “pode ser um grande aliado do desenvolvimento cognitivo dos alunos, principalmente na medida em que possibilita o desenvolvimento de um trabalho que se adapta a distintos ritmos de aprendizagem e permite que o aluno aprenda com seus erros”.


REFERENCIA BIBLIOGRÁFICA:

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Matemática.

Brasília: MEC /SEF, 1998, p. 44.

Nenhum comentário:

Postar um comentário